###BTP_START##BTP_END###

2014

Yearly Archives

  • COOK & LEARN ENGLISH

    Mãos na massa, para aprender a fazer o “gingerbread man”, em mais uma sessão de “Cook & Learn English”. Primeiro, tiveram de aprender o vocabulário e a receita em inglês, depois tudo foi explicado passo a passo, também em inglês. Com a excitação, não foi possível estancar o português da boca dos alunos, mas tratava-se […]

  • GLOBAL TESTS

    GLOBAL TESTS have just started! Esta semana todos os alunos do IF começaram a ser avaliados na escrita e na oralidade. No IF há duas épocas de avaliação global, por isso lhes chamamos “global tests”. Os alunos têm de ser avaliados na escrita (várias provas), audição e oralidade, de acordo com as orientações de Cambridge. […]

  • LIGHTS, CAMERA, ACTION

    LIGHTS, CAMERA, ACTION Já começaram as “filmagens” no IF. Todos os alunos, do Ifinho ao Proficiency, vão ter de interpretar diálogos em inglês à frente das luzes, do pano verde, da câmara. Depois da criação do texto e do ensaio vem a actuação. Com alguns nervos à mistura, porque tudo é levado muito a sério. […]

  • CROMO 16 – O professor que passou cá o Natal… e se arrependeu.

    O professor que passou cá o Natal… e se arrependeu. Era um rapaz ainda bastante novo, vinte e tal anos. Voluntarioso, arrojado, por vezes impertinente. Tinha um sorriso gozão, que gostava de exibir em relação a tudo o que se pudesse comparar com a Inglaterra: a nossa maneira de trabalhar, os nossos costumes, o nosso […]

  • CROMO 15 – O crava

    O crava Trabalhava no IF um professor que era irritantemente crava. Não perdia uma oportunidade para comer ou beber sem pagar. Chegava a ser descarado. Se eu estivesse no café a falar com amigos e ele entrasse, era certo e sabido que ele se ia sentar à minha mesa e mandava vir um café, uma […]

  • CROMO 14 – Exageros à americana

    Exageros à americana Trabalhavam dois professores no IF que eram americanos. Com eles fui aprendendo que na América é tudo à grande. Para eles “bom” é suficiente, “muito bom” é razoável e para se ser bom tem de se ser considerado “excelente”. Reparei nisso ao ler os currículos que enviaram. As notas deles eram altíssimas, […]

  • CROMO 13- Chamou-me tudo o que quis… e eu não fiz nada

    Chamou-me tudo o que quis… e eu não fiz nada – Can I get you a drink? Eram dez e meia da noite, tínhamos acabado de ensinar adultos com dificuldades, eu estava exausto e queria ir para casa. Mas ele insistia: – Come on, just one beer! I’ll get it! Não tinha ninguém à espera, […]

  • CROMO 12 – Achava que as portuguesas eram como as laranjas…

    Achava que as portuguesas eram como as laranjas… Era um professor inglês, sem ser demasiado “british”. Era até bastante simples e simpático. Ria-se muito e parecia querer tirar prazer das pequenas coisas, viver cada momento com intensidade. Gostava de todas as pessoas em geral, não se metia em intrigas, dava-se bem com todo o pessoal […]

  • CROMO 11- Passou a noite na encosta do castelo de Leiria

    Passou a noite na encosta do castelo de Leiria Era professor no IF. Não fazia ondas, tentava ensinar o melhor que sabia e os alunos gostavam dele. Um dia chegou ao IF de Leiria muito cedo, pouco passava das dez da manhã. Tinha aspecto de quem não tinha dormido, a cara por lavar, as roupas […]

  • CAMBRIDGE – “fornada” de Dezembro

    CAMBRIDGE – “fornada” de Dezembro Nesta altura do ano há sempre “voluntários” que se preparam para os exames de Cambridge (época especial de Dezembro). Têm estado a decorrer os exames simulados (“mock exams”). A foto mostra alguns desses candidatos no IF de Leiria a praticarem a oralidade (entrevistas feitas por DOIS professores: um que pergunta, […]

HTML Snippets Powered By : XYZScripts.com